sexta-feira, 25 de maio de 2012


O ESPIRITO SANTO (PENTECOSTES)




 PENTECOSTES :  PROMESSA  REALIZADA

Descerá sobre vocês o Espírito de Deus e se renovará a face da terra

(cf. Sl 103,30; Jo20,22-23; At 2,1-13).

Pentecostes é palavra grega que significa cinquenta dias e designa festa 
litúrgica de judeus e cristãos.
Para os judeus é uma das três grandes festas, chamadas festa da colheita
ou das primícias, ocasião para ofertar os primeiros frutos da terra. 
Depois passou a ser também a comemoração da lei recebida no Monte Sinai.
Para os cristãos, Pentecostes é comemoração da decida (vinda) do
Espírito Santo.
É a festa da plenitude do amor, que realiza toda lei e os Profetas. 
O Espírito Santo dá sentido à Lei e vivifica toda a Palavra de Deus.
Pentecostes é o Novo Sinai.
Lucas, no livro dos Apóstolos, apresenta Pentecostes como nascimento do
povo de Deus(At2,1-4).
Ele faz um paralelo com os acontecimentos do Monte Sinai. 
O pequeno grupo de seguidores de Jesus está reunido em oração como o
povo de Israel aos pés do monte Sinai(Ex19,2-8; 20,2).
A manifestação do Espírito Santo que penetra  a Igreja é apresentada com a 
teofania do Sinai: o barulho remete ao sopro de um forte vendaval e o fogo 
recorda os relâmpagos, trovões e o fogo sobre o monte(Ex 19,16-19; Dt5,4-5).
O fogo tem a forma de línguas, pois Lucas quer salientar o fênomeno da 
comunicabilidade e da expansão da língua. A voz sai e se reparte em setenta
vozes ou línguas, de modo que todos os povos entendam, e cada povo ouve
a voz na sua própria língua.

A Bíblia não nos fala tanto do seu ser, mais sim descreve o seu agir: é o 
Espírito Santo que faz reviver e recriar a atitude de Jesus (cf. Jo16,12-15).
Ele renova na fração do pão o ministério pascal de Jesus. Ele cria a união 
entre os irmãos, do mesmo modo que reunia os discípulos ao redor de Jesus.
O documento da CNBB, catequese renovada, define desta forma o Espírito 
Santo: O primeiro dom do Pai com Cristo ressuscitado aos apóstolos é o
Espírito Santo, tantas vezes prometido. Por ele, Jesus continua sua presença 
salvadora no mundo, pois o Espírito Santo é a alma da comunidade daqueles
que nele crêem, isto é, a Igreja.(CR.197)
                             
                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário