sábado, 4 de agosto de 2012

Histórias Infantis do velho testamento e a Criação





HISTÓRIA INFANTIL - ALEGORIA DAS FERRAMENTAS
Há muito tempo atrás, em uma carpintaria, quando todo o trabalho havia acabado, as ferramentas começaram a conversar entre si. Elas discutiam para saber qual delas era a mais importante para o carpinteiro. O Sr Martelo começou: Certamente que sou Eu o mais importante para o carpinteiro! Sem mim os movéis não ficarão de pé! Pois eu tenho que martelar os pregos! O Sr Serrote logo quis dar a sua opinião: Você Sr martelo? Você não pode ser! Seu barulho é horrível! É ensurdecedor ficar ouvindo toc, toc, toc... O mais importante sou Eu! O serrote! Sem mim, como o carpinteiro serra a madeira? Eu sou o melhor! - Não, não, não! Falou a dona Lixa: Eu sim sou a melhor! Se não fosse Eu os movéis não seriam tão lisinhos e perfeitos! Eu sou a mais importante! - Ah! Mais não é mesmo! Disse a dona Plaina: Eu é quem deixo tudo retinho, e tiro as imperfeições da madeira. Eu sim sou a indispensável...Tsc, tsc, tsc... - Nada disso, disse a dona Chave de Fenda: Se não fosse Eu, como o carpinteiro iria apertar os parafusos? Eu sim sou a melhor! - Ah! Não! Que absurdo! Disse o Sr Esquadro: Eu sou o mais importante! Sem mim os movéis ficariam tortos! O carpinteiro nem saberia a medida. Eu sou o mais importante! As ferramentas ficaram discutindo até o dia amanhecer... O carpinteiro chegou para trabalhar, colocou sobre a mesa a planta de um móvel e começou a trabalhar! Ele usou todas as ferramentas. Usou o serrote, o martelo, o esquadro, a lixa, a plaina, os pregos, o martelo, a chave de fenda, a cola e o verniz para deixar o móvel brilhando... Enfim ele acabou. Chegou o fim do dia o carpinteiro estava cansado, mas feliz com o que tinha feito! Seu trabalho com as ferramentas tinha ficado ótimo! O carpinteiro foi para casa. Enfim, as ferramentas voltaram a conversar. Só que agora elas ficaram admirando o que tinham feito todas juntas e o carpinteiro. Sabe o que elas fizeram? Um púlpito de uma igreja! E tinha ficado lindo! Elas chegaram a uma conclusão: Todas eram importantes! Aos olhos do carpinteiro. Ele usou todas! Sem exceção de nenhuma! E o móvel tinha ficado lindo!Elas descobriram que quando todas trabalham juntas tudo anda melhor! (Moral da história) O carpinteiro representa JESUS ou o Pastor de sua igreja, dependendo como você vai usar essa história. As ferramentas representam os membros, ou crianças. Cada um de nós tem um valor importante no reino e na obra de DEUS. É ele quem nós usa e capacita para fazermos a sua obra. Cabe a nós como ferramentas nos deixar ser usados.
******************************************************************************************

                                                O Carpinteiro

Um velho carpinteiro estava para se aposentar. Ele contou a seu chefe os seus planos de largar o serviço de carpintaria e de construção de casas para viver uma vida mais calma com a sua família. Claro que ele sentiria falta do pagamento mensal, mas ele precisava da aposentadoria.
O dono da empresa sentiu muito em saber que perderia um de seus melhores empregados, e pediu a ele que construísse uma última casa como favor especial. O carpinteiro consentiu, mas com o tempo era fácil ver que seus pensamentos e seu coração não estavam no trabalho. Ele não se empenhou no serviço e apenas queria "se livrar" o mais rapidamente possível deste trabalho, trabalhou com  má vontade e utilizou matéria-prima de qualidade inferior. Foi um maneira lamentável de encerrar sua carreira.
Quando o carpinteiro terminou o trabalho, o dono da empresa veio inspecionar a casa,e, para a surpresa geral, entregou a chave da porta ao carpinteiro. "Esta é a sua casa", ele disse, é o meu presente a você.
Que alegria ! E ao mesmo tempo que vergonha! Se o carpinteiro soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito completamente diferente, não teria relaxado. Agora ele teria de morar numa casa feita de qualquer maneira. Ele pensou  muitas vezes: " puxa, se pudesse voltar atrás..."

Assim acontece conosco. Muitas vezes nós construímos nossas vidas de maneira distraída, reagindo mais que agindo, desejando colocar menos do que o melhor,não parando na própria vida e no tempo que sempre passa. Nos assuntos importantes nós não empenhamos nosso melhor esforço. Então, em choque, nós olhamos para a situação que criamos e vemos que estamos "morando na casa que construímos". Se soubéssemos disso, teríamos feito diferente.
Pense sobre a sua vida. Cada dia você martela um prego novo, coloca uma armação ou levanta uma parede. Construa sabiamente. É a única vida que você construirá. Sua vida de hoje é resultado de suas atitudes e escolhas feitas no passado. Sua vida de amanhã será resultado de suas atitudes e escolhas que fizer.  
*****************************************************************************************
                            
O plantador de árvores:
Um rei seguia pela estrada com sua comitiva, quando viu um homem velho plantando uma arvorezinha.

Achou aquela atitude muito estranha, já que a árvore demoraria em crescer e, quando pudesse dar frutos, o velho, na certa, não estaria mais lá para aproveitar.

E então, o rei perguntou ao velho plantador de árvores por que insistia numa tarefa tão inútil. Ao que o homem respondeu:

- Fico feliz em plantar, mesmo não sendo eu quem vai colher. Não estamos aproveitando hoje as árvores que foram plantadas há muitos anos? Plantar é o que importa. Não o colher.

O rei considerou sábia a atitude do homem e, comovido, entregou um saco com muitas moedas de ouro como prêmio à sabedoria do plantador de árvores.

E ele agradeceu assim:

- Viu como são as coisas? Eu mal acabei de plantar e já estou colhendo frutos valiosos.


"O plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória. Por isso, tenha cuidado com o que planta."
“Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé”. (Gl.6,10)
Tudo o que plantarmos, devemos plantar com amor, pois se plantarmos amor isto também colheremos, se plantarmos o ódio, também colheremos, devemos fazer isto sem interesse de cuidar de nós mesmos pois basta apenas fazermos com o nosso carinho e sermos gentis que a seu tempo nós colheremos, o próprio Deus irá nos dar quando menos esperarmos.
=================================================================================
A vida é um jardim…
Colherás o que semeares. Assim, escolhe boas sementes e lembra-te de regá-las; com certeza terás as flores mais belas. Cada ato, palavra, sorriso ou olhar pode ser uma semente...
Faz com que as tuas sementes caiam no “terreno” dos corações humanos e cuida para que germinem... 
Tem cuidado para que sejam como o trigo que alimenta as pessoas, e não como os espinhos ou ervas daninhas que tornam as almas estéreis. 
Às vezes semearás na dor, mas também essa sementeira trará frutos de alegria.
A carregar…
Algumas vezes semearás chorando, mas quem sabe se a tua semente não precisa ser regada por tuas próprias lágrimas para que germine?!...
Não tomes as tormentas como castigos. Repara que são os ventos mais fortes que permitem que as raízes se tornem profundas, para que a planta suporte melhor o fruto que virá.
E, quando as tuas folhas cairem, não te lamentes; serão o teu próprio adubo, para que vicejes e tenhas novas flores.
Cada ato, cada palavra, cada sorriso, cada olhar é uma semente. Permite que sejam sementes de amor…
Somos fruto do que pensamos e sentimos.
Assim, muito do que nos acontece no cotidiano resulta da nossa própria vida


Paz e Luz em seu coração!

================================================================================

O carro quebrado no deserto
Nem tudo que pedimos nos levará a felicidade !
Certa vez, um senhor estava atravessando o deserto, de carro. Bem no meio, o carro quebrou. Ele rezou dizendo: “Ó meu Deus, mande-me outro carro para que eu possa sair daqui!”
De repente, apareceu um camelo. Ele disse a Deus: “Meu Deus! Pedi um carro e o Senhor me manda um camelo?”
Mal sabia ele que no deserto a melhor condução é camelo, não carro.

Deus atende nossas orações, fazendo o melhor para nós, que nem sempre é o que pedimos.
=======================================================================


                                                      DESENHOS PARA COLORIR:

                                      A Criação



Leia e Reflita!

Havia, no alto da montanha, três pequenas árvores que sonhavam
com o que seriam depois de grandes...

A primeira, olhando as estrelas, disse:
- Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros.
Para tal, até me disponho a ser cortada.

A segunda olhou para o riacho e suspirou:
- Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas.

A terceira árvore olhou o vale e disse:
- Eu quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto que,
as pessoas ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem em Deus.

Muitos anos se passaram, e certo dia vieram três lenhadores e
cortaram as três árvores, todas muito ansiosas em serem
transformadas naquilo com que sonhavam.
Mas lenhadores não costumam ouvir e nem entender sonhos!
Que pena!

A primeira árvore acabou sendo transformada num cocho de animais,
coberto de feno.
A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca,
carregando pessoas e peixes todos os dias.
E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha,
acabou cortada em altas vigas e colocada de lado em um depósito.
E todas as três se perguntavam desiludidas e tristes:
- Para que isso?

Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia
mil melodias no ar, uma jovem mulher colocou seu neném
recém-nascido naquele cocho de animais.
E de repente, a primeira árvore percebeu que continha o
maior tesouro do mundo!

A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando
um homem que acabou dormindo no barco, mas
quando a tempestade quase afundou o pequeno barco, o
homem se levantou e disse: "PAZ"!
E num relance, a segunda árvore entendeu que estava carregando
o rei dos céus e da terra.

Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se
quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem
foi pregado nela. Logo, sentiu-se horrível e cruel.
Mas logo no Domingo, o mundo vibrou de alegria e a terceira
árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para
salvação da humanidade, e que as pessoas sempre se lembrariam
de Deus e de seu filho Jesus Cristo ao olharem para ela.

As árvores haviam tido sonhos...
Mas as suas realizações foram mil vezes melhores e mais sábias
do que haviam imaginado.
Temos os nossos sonhos e nossos planos que, por vezes, não
coincidem com os planos que Deus tem para nós; e, quase
sempre, somos surpreendidos com a sua generosidade e misericórdia!

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. Parabéns pela iniciativa Do blog. Nos ajuda muito. Sou catequista tbm. Sou de Alagoas.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! As historinhas me ajudaram bastante,sou catequista .

    ResponderExcluir
  4. Muito bom! As historinhas me ajudaram bastante,sou catequista .

    ResponderExcluir
  5. Oi lucimar, sou catequista em São Paulo, seu blog é muito legal.
    Por favor, vc teria a missa com a turma da mônica?
    Obrigada e um abração.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada meninas pela visita de vcs ... Deus abençoe a nossa missão. Um abraço fraterno a vcs.

    ResponderExcluir