segunda-feira, 1 de julho de 2013

FÉRIAS DE JULHO

O mês de julho,  é o mês de férias escolares !!!

A catequese, por sua vez, acompanha as férias escolares, já que muitas crianças viajam com seus pais e por isso mesmo a frequência seria mínima nesse período. 
Então Aproveitando as férias deixo uma historinha que pode ajudar em casa com a família ou na catequese infantil, sobre a real importância do dízimo.



Férias de Julho na Catequese - criança não pode esquecer de brincar, correr, pular, visitar amigos e parentes, jogar vídeo-game, andar de patins, jogar bola, viajar com a família, etc.E criança que ama Jesus, nas férias não pode esquecer de participar da Santa Missa, ajudar as pessoas, obedecer os pais ou responsáveis, rezar todos os dias e fazer o bem a todos. Um abraço Fraterno à todos!
                                                                              
BOAS FÉRIAS!!!!!!!!!!!!
O SENTIDO DAS FÉRIAS PARA O CRISTÃO

Enfim, férias, praia, serra, sítio, não importa, é tempo de descansar, curtir o verão, levar a família pra passear nas feirinhas que toda praia tem.
É hora de preparar o corpo para ficar magrinho, fazer bonito com os trajes de banho, sem esquecer do filtro solar.
E Deus, onde entra nisso tudo? Será que tiramos férias d'Ele também? É raro, nós cristãos que vamos nas localidades onde descansamos, procurarmos uma igreja. Procuramos, sim, um lugar onde vende lembranças, como aquelas camisas que vem escrito, “Fui a Guaraparí e lembrei-me de você”.

Vamos lembrar de Jesus, nos divertir sim, mas não tirar férias de Deus. Vamos a igreja fazer nossas orações de todo dia, nos comportarmos como pessoas religiosas, sem bebedeiras, com respeito ao próximo, lermos a bíblia, darmos o exemplo, porque não é pecado nos divertimos, mas com moderação.
Não devemos deixar Jesus de lado, seus ensinamentos, para que nossas férias sejam santas, brincando, levando a família para o descanso merecido, porque ninguém é de ferro.
Com Jesus e Nossa Senhora sempre na frente, nos guiando nas estradas, estando com a gente sempre em qualquer situação. Se nos nossos problemas clamamos por Deus, porque não na hora do lazer?
Por Silvana Venâncio
Publicado originalmente no Informativo Paroquial "Ide a José" Jan/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário