segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Finados

                                                                             

No início do mês de Novembro, logo no primeiro dia comemoramos o dia de todos os Santos.Neste dia, celebramos todos os santos da nossa igreja, conhecidos ou não.Cite alguns santos que conhece ou é devoto:

No dia seguinte 02/11 é o conhecido dia de Finados, um dia especial, na qual lembramos de pessoas queridas que já se foram. É um dia em que devemos dedicar um tempinho a rezar por essas pessoas e pedir que o Papai do Céu cuide bem delas.
"Ó meu Jesus perdoai-nos, livrai-nos do fogo do Inferno. Levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente as que mais precisarem! Amém!"
Os cristãos batizados são convidados a santificar-se e os que decidem viver plenamente o mistério pascal de Cristo não têm medo da morte. Porque ele disse: "Eu sou a ressurreição e a vida". 

Para todos os povos da humanidade, seja qual for a origem, cultura e credo, a morte continua a ser o maior e mais profundo dos mistérios. Mas para os cristãos tem o gosto da esperança. Dando sua vida em sacrifício e experimentando a morte, e morte na cruz, ele ressuscitou e salvou toda a humanidade. Esse é o mistério pascal de Cristo: morte e ressurreição. Ele nos garantiu que, para quem crê, for batizado e seguir seus ensinamentos, a morte é apenas a porta de entrada para desfrutar com ele a vida eterna no Reino do Pai. 


Enquanto para todos os seres humanos a morte é a única certeza absoluta, para os cristãos ela é a primeira de duas certezas. A segunda é a ressurreição, que nos leva a aceitar o fim da vida terrena com compreensão e consolo. Para nós, a morte é um passo definitivo em direção à colheita dos frutos que plantamos aqui na terra. 


Assim sendo, até quando Nosso Senhor Jesus Cristo estiver na glória de seu Pai, estará destruída a morte e a ele serão submetidas todas as coisas. Alguns são seus discípulos peregrinos na terra, outros que passaram por esta vida estão se purificando e outros, enfim, gozam da glória contemplando Deus. 


Os glorificados integram a Igreja triunfal e são Todos os Santos, os quais, nós, os integrantes da Igreja militante, cristãos peregrinos na terra, comemoramos no dia 1o de novembro. Os Finados integram a Igreja da purificação e são todos os que morreram sem arrepender-se do pecado. 


O culto de hoje é especialmente dedicado a esses. Embora todos os dias, em todas as missas rezadas no mundo inteiro, haja um momento em que se pede pelas almas dos que nos deixaram e aguardam o tempo profetizado e prometido da ressurreição.


A Igreja ensina-nos que as almas em purificação podem ser socorridas pelas orações dos fiéis. Assim, este dia é dedicado à memória dos nossos antepassados e entes que já partiram. No sentido de fazer-nos solidários para com os necessitados de luz e também para reflexão sobre nossa própria salvação. 


Encontramos a celebração da missa pelos mortos desde o século V. Santo Isidoro de Sevilha, que presidiu dois concílios importantes, confirmou o culto no século VII. Tempos depois, em 998, por determinação do abade santo Odilo, todos os conventos beneditinos passaram, oficialmente, a celebrar "o dia de todas as almas", que já ocorria na comunidade no dia seguinte à festa de Todos os Santos. A partir de então, a data ganhou expressão em todo o mundo cristão. 


Em 1311, Roma incluiu, definitivamente, o dia 2 de novembro no calendário litúrgico da Igreja para celebrar "Todos os Finados". Somente no inicio do século XX, em 1915, quando a morte, a sombra terrível, pairou sobre toda a humanidade, devido à I Guerra Mundial, o papa Bento XIV oficiou o decreto para que os sacerdotes do mundo todo rezassem três missas no dia 2 de novembro, para Todos os Finados.

Halloween

Essa festa é na verdade, uma celebração da morte, uma noite de trevas. Tudo isso é feitiçaria e NÃO AGRADA a Deus.
            Historinha - A luz mágica da abóbora:
O agricultor cultivava muitas coisas diferentes na sua horta: cultivava milho alto e verde, tomates grandes e vermelhos e também ervilhas pequenas e verdes, mas o que o agricultor mais gostava era de semear  eram abóboras.
No mês de Junho lançava as sementes à terra, como fazia todos os anos no Verão.  As sementes desapareciam para dentro da terra, e lá cresciam, no escuro, durante todo o mês de Julho. 
De cada semente, brotavam minúsculos rebentos, que, aos poucos, furavam a terra até à superfície. Dentro em breve, longas trepadeiras verdes estendiam-se por todo o solo. As suas folhas abriam-se para apanhar todo o sol de Agosto. 
Dessas trepadeiras, pequenos botõezinhos despertavam, transformando-se em pequeninas abóboras. As abóboras começaram a crescer: que diferentes que eram umas das outras! Algumas eram altas e esbeltas, outras baixinhas e redondas, e algumas ainda tinham altos e baixos.  Mas eram todas abóboras.
Finalmente chegou Outubro, e, a cada dia, a noite chegava mais cedo que no dia anterior. O agricultor sabia que era tempo da colheita. Os seus trabalhadores trouxeram-lhe as abóboras maduras. Qual delas iria escolher?
 O agricultor escolheu uma abóbora muito grande e tomou muito cuidado, pois as abóboras são duras por fora,mas desfazem-se em bocadinhos se as deixarmos cair no chão. 
Lavou muito bem a abóbora e em seguida limpou-a. Depois vinha o trabalho mais sujo: a abóbora está cheia de sementes e polpa viscosa. 
O agricultor tinha um plano especial para esta abóbora, por isso, as sementes e a polpa teriam de sair.
Devagarinho enfiou a sua faca na parte de cima da abóbora e cortou um círculo ao seu redor. Suavemente ele puxou pelo tronquinho da abóbora e a rodela saltou como se fosse uma tampa. 
O agricultor olhou para dentro: a abóbora estava recheada de polpa viscosa e peganhenta. Com cuidado ele retirou todo aquele recheio. 
Depois cortou um triângulo para cada olho, as abóboras têm olhos que não pestanejam nem olham para outro lado, elas veêm tudo. Fez um pequeno quadrado para o nariz, e, por último, fez um enorme sorriso.
O agricultor pôs uma pequena vela dentro e acendeu o pavio da vela. Uau! Como brilhava! A abóbora no seu alpendre brilhou com todo o esplendor, para que todos a pudessem ver.
Quando as pessoas que passavam viam a abóbora a sorrir, sorriam de volta. Todos os vizinhos sabiam que, mais uma vez, o agricultor havia transformado uma simples abóbora numa visão maravilhosa.
Da mesma forma, Deus pai oferece aos seus filhos a oportunidade de ser luz e amor brilhando como estrelas no mundo que escurece.
                             

Receitas para dia Halloween:

Chamam-se Apple Bites, a boca é de maçã  e os dentinhos lindos são de amêndoas ou pode ser de amendoim.                                  
              

Carrot Fingers, dedinhos de cenoura. A unhas são de amêndoas e os dedos estão colocados em um spread (pasta) de cream cheese ou pode ser gelatina.
                                                                     
                                                                       
O QUE É A FESTA DE HALLOWEEN?
O Halloween é uma festa muito comum nos EUA e Europa e é celebrada no dia 31 de Outubro. A comemoração veio dos antigos povos bárbaros Celtas, que habitava a Grã-Bretanha há mais de 2000 anos.
Os Celtas realizavam a colheita nessa época do ano, e, segundo um antigo ritual, para eles os espíritos das pessoas mortas voltariam a Terra durante a noite, e queriam, entre outras coisas, se alimentar e assustar as pessoas. Então os Celtas costumavam se vestir com máscaras assustadoras para afastar estes espíritos.
Esse episódio era conhecido como o “Samhaim”. Com o passar do tempo, os cristãos chegaram à Grã-Bretanha, converteram os Celtas e outros povos da Ilha, especialmente através de São Patrício no século IV e V; e com o grande São Columbano no século VI. Com isso, a Igreja Católica transformou este ritual pagão, em uma festa religiosa. Esta estratégia religiosa foi ensinada por São Leão Magno e São Gregório Magno. Ela passou a ser celebrada nesta mesma época e, ao invés de honrar espíritos e forças ocultas, o povo recém catequizado, deveria honrar os santos, daí veio o “All Hallows Day”: o Dia de Todos os Santos.
Mas, a tradição entre estes povos continuou, e além de celebrarem o Dia de Todos os Santos, os não convertidos ao Cristianismo celebravam também a noite da véspera do Dia de Todos os Santos com as máscaras assustadoras e com comida. A noite era chamada de “All Hallows Evening”, abreviando-se, veio o Halloween.
Vemos assim que a tradição de comemorar as bruxas ou outros espíritos, não é cristã e deve ser evitada, ainda que tenha apenas uma conotação folclórica. Devemos, sim, celebrar o dia de todos os Santos. Esses são reais e verdadeiros, são modelos de vida para nós e, diante de Deus intercedem por nós sem cessar.
É bom lembrar a recomendação de São Paulo: “As coisas que os pagãos sacrificam, sacrificam-nas a demônios e não a Deus. E eu não quero que tenhais comunhão com os demônios. Não podeis beber ao mesmo tempo o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis participar ao mesmo tempo da mesa do Senhor e da mesa dos demônios. Ou queremos provocar a ira do Senhor? Acaso somos mais fortes do que ele?” (1 Cor 10,19-22).


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Evangelho - Matheus 22.34-40

Evangelho 26/10 Matheus 22.34-40
Amarás o Senhor teu Deus, e a teu próximo como a ti mesmo.

Objetivo: Entender que Jesus ensinou que o principal mandamento é o AMOR de Deus.

História - Na Bíblia, em Matheus 22.34, Jesus nos ensina que o maior de todos os mandamentos é amar a Deus mais que tudo.
Devemos amá-lo com todo o nosso coração e  com toda a nossa força. Você tem que amá-lO com tudo que tem e com tudo que você pensa.
Mas você não pode amar mais as coisas e se esquecer de Deus. O amor de Deus tem que ser maior que tudo. Nenhum outro amor pode ser maior, nem o amor pelos amigos, pelas bonecas, pelas novelas.
Você tem realmente dedicado tempo para Ele? Você ora todos os dias? Você tem lido a Bíblia? Você tem ido ao templo?

Essa lição que Jesus nos ensinou, que nada é mais importante que Deus.
                                                      
E no Matheus 22.39 Jesus nos mostrar que todos nós devemos amar e também ajudar aos outros, cumprindo assim o mandamento que a Bíblia nos ensina a amar ao próximo como a nós mesmos.

Atividade final- Sentado em círculo, brinque com as crianças dizendo:
" Eu provo que amo a Deus quando..."; ao final da frase jogue a bola para um criança e ela deverá completar a frase falando alguma atitude que demonstre amor a Deus. Ela jogará de volta para você, e você torna a jogar para outra criança e assim sucessivamente até que todas tenham respondido.
                                                                   

domingo, 19 de outubro de 2014

Tarde Recreativa - Dia das Crianças

                                                                               

Foi realizado neste sábado dia 18/10 uma Tarde Recreativa para as crianças da catequese de todas as etapas da Paróquia São Vicente Pallotti com várias brincadeiras, dinâmicas e guloseimas e com a presença dos Doutores de Deus e do nosso novo Vigário Pe. Bruno.Agradecemos a todos pela confiança depositada e pelas doações recebidas.Deus abençõe a todos. 






















sábado, 18 de outubro de 2014

Santos...






                                                                           

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Passeio no Memorial Irmã Dulce - Salvador-BA

Eu com minhas filhas na rua de Salvador-BA e o Esposo só nas fotos, obrigado por este momento lindo e pela paciência comigo.                             

Olá amigos(as) no dia 08/10/2014 eu e minha família tivemos a oportunidade de conhecer o Memorial Irmã Dulce, e vou relatar alguns momentos da História da religiosa baiana que viveu para ajudar os mais necessitados, sendo a primeira beata baiana.O local, que recebe 85 mil pessoas por ano, conta com um grande acervo fotográfico da vida e obra, além de objetos e documentos pessoais da freira.
O memorial é destino certo para os turistas do segmento religioso que visitam a capital baiana.
                                                                           
Fatos marcantes da vida de Irmã Dulce:
1914 - Nasce em Salvador e é batizada Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha do cirurgião dentista Dr. Augusto Lopes Pontes e de Dona Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes.
                                                                                 

1927 - Aos 13 anos, já demostra interesse em ajudar os mais necessitados e por esta época já atendia doentes no portão de sua casa, na rua da Independência, 61 - Bairro de Nazaré.
1933 - Ingressa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, em São Cristovão, no Estado de Sergipe e recebe o hábito e o nome de Irmã Dulce em homenagem à mãe falecida  no ano de 1921 aos 26 anos de idade.
1934 - Volta para Bahia e vai trabalhar no Hospital Espanhol exercendo as funções de enfermeira, sacristã, porteira e responsável pelo raio X.
1939 - Invade casas abandonadas na Rua Ilha dos Ratos para dar abrigo a um pequeno jornaleiro.
1949 - Ocupa um terreno que antes abrigava um galinheiro ao lado do convento inaugurado em 1947, após a autorização da sua Superiora, com os primeiros 70 doentes, dando origem a tradição propagada a décadas pelo povo baiano, de que a Serva de Deus construia o maior Hospital da Bahia, a partir de um simples galinheiro.
                                                                             
1959 - Fundação das Obras Sociais  Irmã Dulce.
                                                                                
1983 - Inauguração do Hospital Santo Antônio com 1.000 leitos.
1988 - É indicada ao Prêmio Nobel da Paz.
1991 - Recebe no seu leito de enferma a visita do Papa João Paulo II,  pela última vez em 20/10/1991                                                                                 
1992 - Numa sexta feira 13/03, morre às 16:45 hrs aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, situado na Av. Dendezeiros, depois de sofrer por 16 meses.
2010 - Tem seu primeiro milagre reconhecido.
2011 - Em 22 de maio de 2011, ela foi beatificada, após o reconhecimento pelo Vaticano de um milagre atribuído a sua intercessão.O processo deixa o Anjo Bom do Brasil a um passo de se tornar santa. Para isso, basta a confirmação de mais um milagre.
                                                                                 


OBS: Já esta disponível na internet o trailer do filme "Irmã Dulce " através do endereço
www.youtube.com/irmadulceofilme 
E o filme estreia nos cinemas de todo o país em 27 de Novembro de 2014.

Mais alguns fotos, a que mais me emocionou e ficou marcada que me deixou mais com fé foi a do quarto dela, a cadeira que ela dormiu por 30 anos sentada por uma promessa....lindo demais.