sábado, 28 de fevereiro de 2015

1º Encontro de Catequistas da Paróquia São Vicente Pallotti de Arapongas-Pr.

Hoje 28/02/15, tivemos nosso Primeiro Encontro de Catequistas do ano, já na Lectio Divina inicial por meio do evangelho ( Lucas 24,13-35 ) que muito tem ligação com a nossa missão; pois é naquela refeição fraterna, na aldeia, que os olhos dos dois caminheiros se abrem e despertam para o discipulado e a missionariedade. Os discípulos voltam à comunidade com um novo olhar. Refazem o caminho, agora com espírito novo, com melhor compreensão da missão. Foi realmente um belo momento da reunião. Falamos sobre o Jubileu de Ouro da Diocese de Apucarana pelos seus 5O anos, sobre a Campanha da Fraternidade 2015 e sobre o nosso calendário 2015. Contamos com a presença do Pe. Almir Roman e do Frater Edinilson Santos, Frater Paulo Sérgio e da nossa Coordenadora Arlene Vissoci que sempre nos auxilia e nos acolhe.                                                 Peçamos a Deus que nos abençoe nossos planos, projetos, e que nossa Senhora seja nossa auxiliadora. 
.            ORAÇÃO PARA O ANO CATEQUÉTICO
         Senhor,
         Como os discípulos de Emaús, somos peregrinos.
         Vem caminhar conosco!
         Dá-nos teu Espírito, para que façamos da catequese caminho para o discipulado.
         Transforma nossa Igreja em comunidades orantes e acolhedoras, testemunhas de fé, de esperança e caridade. Abre nossos olhos para reconhecer-te
         Nas situações em que a vida está ameaçada.
         Aquece nosso coração, para que sintamos sempre a tua presença.
         Abre nossos ouvidos para escutar a tua Palavra, fonte de vida e missão.
         Ensina-nos a partilhar e comungar do Pão, alimento para a caminhada.
  
                                                            
                                                                       
Aproveitando para avisar sobre uma noite espetacular que te espera no dia 10 de abril (sexta-feira), a partir das 19 horas no Cine Teatro Fênix de Apucarana e o melhor entrada gratuita para todos!

Veja o que você vai curtir:
*Exposição Cinquentenário da Diocese de Apucarana (Os frutos que a Diocese colhe hoje são das sementes lançadas no passado) com as principais peças do acervo do Museu Diocesano.
*Concerto Musical Cantate Domino (A Diocese louva por sua história) com 4 corais sob a regência do Maestro Adenor Leonardo Terra.
*Stand da "Revista Família Cristã " com a edição de um artigo especial sobre o Jubileu de Ouro da Diocese de Apucarana.
*Stand do Sistema D.A de comunicação, mostrando sobre os trabalhos realizados na comunicação religiosa na Diocese de Apucarana.
e muito mais.

É claro que você não vai perder!

Confira mais sobre as comemorações do Jubileu de Ouro da Diocese de Apucarana promovido pelo D.A acessando este link: https://www.facebook.com/events/1609698829264673

                                                                               
  

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Atividades para a Quaresma

                                                                             
Quaresma! Tempo de fazer sempre o bem e buscar a Deus Paizinho  em primeiro lugar!!!! Neste tempo vamos percorrer com as crianças neste caminho mostrando a elas que junto com jesus vamos passar estes 40 dias em oração. 
Na Quaresma Jesus jejuou e orou durante 40 dias antes de enfrentar o  inimigo de Deus Paizinho no deserto,  ele quer nos ensinar a vencer as tentações pela oração e pelo jejum. Da mesma forma a Igreja quer nos ensinar a vencer as tentações de hoje…



                                                                           

                                                                             
                                                                               


segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Quarta-Feira de Cinzas

Por que é feita uma cruz de cinzas na testa dos católicos, na Quarta-Feira de Cinzas?
Esta prática não é realizada só por costume nem muito menos por superstição, e sim como sinal de arrependimento dos próprios pecados e propósito e emenda, de conversão.

A QUARTA-FEIRA DE CINZAS É UM MOMENTO ESPECIAL PORQUE NOS INTRODUZ PRECISAMENTE NO MISTÉRIO QUARESMAL.
UMA DAS FRASES – NO MOMENTO DA IMPOSIÇÃO DAS CINZAS – SERVE DE LEMBRETE PARA NÓS:
 'LEMBRA-TE QUE DO PÓ VIESTES E AO PÓ, HÁS DE RETORNAR' 

A CINZA QUER DEMONSTRAR JUSTAMENTE ISSO; VIEMOS DO PÓ, VIEMOS DA CINZA E VOLTAREMOS PARA LÁ, MAS, PRECISAMOS ESTAR COM OS NOSSOS CORAÇÕES PREPARADOS, COM A NOSSA ALMA PREPARADA PARA DEUS. 

A QUARTA-FEIRA DE CINZAS LEVA-NOS A VISUALIZAR A QUARESMA, EXATAMENTE PARA QUE BUSQUEMOS A CONVERSÃO, BUSQUEMOS O SENHOR.

A LITURGIA DO TEMPO QUARESMAL MOSTRA-NOS A ESMOLA, A ORAÇÃO E O JEJUM COMO O PRINCÍPIOS DA QUARESMA
. 

Curiosidades: Qual a razão das cinzas na cabeça?

Nas missas realizadas na Quarta-Feira de Cinzas, os participantes são abençoados com cinzas. O padre sinaliza a testa de cada participante com cinzas ou as coloca sobre suas cabeças. Os cristãos normalmente deixam as cinzas em sua testa e nos cabelos até o pôr-do-sol, antes de lavá-los. Esse simbolismo relembra a antiga tradição do Oriente Médio de jogar cinzas sobre a cabeça, como sinal de arrependimento perante Deus. De onde vêm essas cinzas? Elas costumam ser obtidas pela queima dos ramos secos entregues nas paróquias e comunidades, que haviam sido abençoados e distribuídos no ano anterior no Domingo de Ramos.


6º Domingo do Tempo Comum Ano B - Evangelho MC 1,40-45


Mc 1,40-45

Trabalho em sala - PECADO:
O pecado é como uma lepra no nosso coração, ele suja o nosso coração com inveja, ciúme, raiva, mentira, preguiça, desobediência, etc. Jesus quer que a gente fique livre do mal, por isso Ele já nos libertou por sua morte e ressurreição. Os leprosos faziam um ritual de purificação e se apresentavam ao sacerdote, nós faremos uma oração de arrependimento e pediremos perdão a Deus Paizinho pelas vezes que deixamos que o mal entrasse no nosso coração. Depois também pediremos que o Espírito Santo nos ajude a desejar sempre o bem e assim vivermos bem felizes!

Nossa Senhora de Lourdes 11/02/2015

                       

Maria, a intercessora, modelo da Igreja, imaculada, concebida sem pecado, E em Virtude dos meritos de Cristo Jesus, Nossa Senhora, Aparição nessa, pediu o essencial para à Nossa felicidade: a Conversão de para pecadores OS. Ela pediu that rezássemos Pela Conversão DELES COM Oração, Conversão, Penitência . Nossa Senhora de Lourdes, Rogai POR NÓS!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

São Brás


A Apresentação do Menino Jesus no Templo

Dia 02 de Fevereiro – Evangelho LC 2,22-40 - Apresentação do Menino Jesus no Templo
Segundo o costume da Lei de Moisés, José e Maria levaram o menino Jesus para ser apresentado ao Senhor, conforme estava escrito na lei do Senhor:

Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor.” (Lucas 2,23)
                                                                                   

APRESENTAÇÃO DO SENHOR Lucas 2,22-40

 "OS MEUS OLHOS VIRAM A SALVAÇÃO QUE PREPARASTES DIANTE DE TODOS OS POVOS"
Esta festa nos convida a vivermos três atitudes: encontrar o Senhor, sofrer com o Senhor e acolher a luz.
Encontrar o Senhor. O encontro de Jesus com Simeão e Ana no Templo de Jerusalém significa o encontro do seu Senhor com a Igreja e com a humanidade. Diz-nos o profeta Malaquias: “Eis que Eu vou enviar o meu mensageiro, a fim de que ele prepare o caminho à minha frente. E imediatamente entrará no seu santuário o Senhor, que vós procurais”. Hoje temos muitos lugares de encontro com o Senhor, mas não podemos deixar de encontrá-lo nos espaços do cotidiano e na pessoa do irmão. Valorizamos o encontro privilegiado na Igreja – sacramento de salvação. A comunidade reunida, os sacramentos são mediações para o Senhor manifeste a sua presença. Triste seria não encontrá-lo na Igreja-comunidade que se reúne no templo. Ora se dá muita importância aos pecados da Igreja e da comunidade, à liturgia mal preparada, ao grupo desafinado, à falta de acolhida. São defeitos, mas o encontro com o Senhor está acima de tudo isso, pois se trata de uma graça. Hoje devemos abrir os braços e acolher o Senhor em nossa vida, em nosso coração, seguindo o gesto de Simeão e Ana.

Sofrer com o Senhor. Acolher o Senhor implica em entrar na dinâmica da cruz. A Apresentação do Senhor é já o começo do mistério da dor redentora de Jesus, que atingirá o seu ponto culminante com sua morte. Por isso, Simeão diz que ele será “causa de contradição”; para Maria, sobrou a profecia de uma “espada que transpassa a alma”. Hoje se propaga uma experiência religiosa como remédio contra o sofrimento, como negação da dor e dos limites da vida. Seguindo este caminho, logo vem a crise quando se participa de uma comunidade religiosa, quando práticas religiosas são realizadas e, nem por isso, os problemas da vida somem num “passe de mágica”. O papa Francisco nos exorta: “O Senhor que viveu humildemente nos ensina que nem tudo é mágica em nossa vida e que o triunfalismo não é cristão. A justa atitude do cristão é perseverar no caminho do Senhor, até o fim, todos os dias. Eu não digo recomeçar de novo todos os dias: não, perseguir o caminho, um caminho com dificuldades, mas com tantas alegrias. O caminho do Senhor”.

Acolher a luz. Diz-nos Simeão sobre o menino: “luz para iluminar as nações”. A luz de Cristo inunda tudo. Mas certamente, na nossa vida, muitas são as escuridões que necessitam de um brilho dissipador: o medo, a incerteza, a depressão, o ressentimento, o desamor, o desalento... Todas estas trevas são dissipadas, quando se acolhe o Cristo luz nos braços, com fé e esperança. Também nós que hoje acendemos nossas velas, devemos sair iluminando a luz do Cristo. Esta luz deve ser o testemunho de nossa fé e alegria de discípulos. O mundo precisa deste brilho. Oferecer este brilho de cores é um grande presente a este mundo imerso nas trevas.

Todo primogênito era consagrado ao Senhor. Um rito pelo que se reconhecia que Deus é o autor e Senhor da vida. Ao ser apresentado no templo, Simeão diz que Jesus é sinal de contradições.

É um momento de alegria porque ele confirma que Jesus é o Filho de Deus, mas é também um momento de dor. Foi um anúncio de dor de Maria: "Uma espada transpassará a tua alma".

Simeão e Ana mostram que Jesus pertence totalmente a Deus. Ele virá para salvar os homens, será pedra de tropeço para uns e degrau para outros.

E termina o relato com a frase de que ele cresce e se desenvolve. Isto mostra que, como Jesus, precisamos crescer em todas as dimensões: biológica, psicológica e espiritualmente.
Diário Bíblico.
"É ele o rei da glória. É o Senhor dos exércitos" Salmo 23(24), 10.
Pe Roberto Nentwig

 Quarto mistério gozoso: 

A Apresentação do Menino Jesus no Templo 

Toca-nos hoje meditar o quarto mistério gozoso: a apresentação do Menino Jesus no Templo.
Vamos acompanhar Nossa Senhora e São José, com o Menino Jesus nos braços, entrando no Templo.

Oração: 

Senhor Jesus, possa eu aprender de ti e de tua família a obediência ao Pai e o serviço humilde à humanidade.