quinta-feira, 19 de março de 2015

Anunciação do Senhor 25/03/2015

                                                                               
Neste dia, a Igreja festeja solenemente o anúncio da Encarnação do Filho de Deus. O tema  central desta grande festa é o Verbo Divino que assume nossa natureza humana, sujeitando-se ao tempo e espaço.

É o dia em que a eternidade entra no tempo ou, como afirmou o Papa São Leão Magno:      "A humildade foi assumida pela majestade; a fraqueza, pela força; a mortalidade, pela eternidade."

 No momento da Anunciação, através do Anjo Gabriel, Deus expõe portanto, a Maria os Seus desígnios. E Maria, livre, consciente e generosamente, aceita a vontade do Senhor a seu respeito, realizando-se assim o mistério da Encarnação do Verbo. Nesse momento, com efeito, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade começa a Sua existência humana. O filho de Deus faz Se Filho do Homem. O Deus Altíssimo torna-Se o Deus conosco.
Com alegria contemplamos o mistério do Deus Todo-Poderoso, que na origem do mundo cria todas as coisas com sua Palavra, porém, desta vez escolhe depender da Palavra de um frágil ser humano, a Virgem Maria, para poder realizar a Encarnação do Filho Redentor: "No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem e disse-lhe: ‘Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.’ Não temas , Maria, conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Maria perguntou ao anjo: ‘Como se fará isso, pois não conheço homem?’ Respondeu-lhe o anjo:’ O Espírito Santo descerá sobre ti. Então disse Maria: ‘Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tu palavra’" (cf. Lc 1,26-38).
“O Verbo se fez carne, e habitou entre nós”. Que bênção! Quanta alegria para este mundo saber que o próprio Deus, a partir do “sim” de uma moça humilde, estaria entre nós, ensinando-nos o bom caminho, e resgatando-nos novamente para a Eternidade.

Devemos ser sempre gratos à Santíssima e Imaculada Mãe do Céu, por nos ter concedido tamanho presente. Milagres sempre podem acontecer na vida de todos aqueles que se fazem dóceis aos desígnios do Deus Todo-Poderoso. Basta que, como Ela, digamos:

Faça-se em mim, Senhor, segundo a Tua vontade. Eu quero, Senhor, fazer a tua, e somente a tua vontade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário